Pular para o conteúdo principal

Rodica Blues: Do Mississipi ao São Francisco


Originalmente de Boston, Estados Unidos, Rodica é uma estudiosa da música popular norte-americana e tem se destacado no cenário musical não apenas por sua pesquisa na área cultural, mas também por sua originalidade como intérprete e por sua voz inconfundível.

Radicada no Brasil há onze anos, Rodica vem desenvolvendo uma pesquisa da música popular norte-americana e estudando gêneros musicais como o jazz e o blues. Nos últimos anos, entretanto, a intensificação de seus estudos sobre as interfaces entre a música negra norte-americana e a música brasileira tem promovido, naturalmente, uma mudança importante na carreira musical da artista. Há três anos, em parceria com o cantor e compositor Sérgio Pererê, Rodica vem desenvolvendo um novo trabalho de pesquisa que relaciona a música de matriz negra produzida no Brasil, em suas múltiplas manifestações, com as canções dos trabalhadores/as afro-americanos/as do início de século XX. Um dos frutos desta pesquisa é a criação do show “Rosário de Peixes: Um Encontro inusitado entre o blues de raiz e a música afro-brasileira”, que teve sua estréia no Palácio das Artes - Sala Juvenal Dias em junho de 2007. Foi também uma das atrações da 7° Edição do Festival Internacional de Jazz de Ouro Preto – Tudo é Jazz 2008, quando teve a participação especial do violonista e compositor Gilvan de Oliveira.
Outro fruto desta pesquisa tem sido a gravação do seu primeiro CD “Do Mississipi ao São Francisco”, com canções de sua autoria e parceiros, além de canções tradicionais afro-americanas chamadas de “spirituals”, a expressão mais originária de blues. O álbum conta com participações especiais do cantor e gaitista Vasco Faé (São Paulo) e dos cantores/as Titane e Sérgio Pererê, ambos de Minas Gerais. O lançamento do CD será dia 05 de julho de 2009 as 11h30 no Museu de Arte da Pampulha e a entrada é franca. Informações: 31 32777996.
CD “Do Mississipi ao São Francisco” – Créditos:
Concepção e Direção Artística:
Rodica Blues e Sérgio Pererê
Direção musical:
Rogério Delayon
Baixos: Ivan Corrêa; Adriano Campagnani; Fábio Zarbato Longo; Vasco Faé
Bateria: Esdras “Neném” Ferreira; André “Limão” Queiroz; Vasco Faé
Violões e Guitarras: Rogério Delayon; Augusto Rennó; Vasco Faé
Kalimba, Bandolim Napolitano, Cavaquinho, Banjo:Rogério Delayon
Percussões:Serginho Silva e Sérgio Pererê
Gaitas:Vasco Faé; Leandro Ferrari
Piano:Nestor Lombida Hunt
Trompete:Paulo Márcio
Voz e vocais:Rodica; Sérgio Pererê; Vasco Faé; Titane

Sites:
www.rodicablues.com.br
www.myspace.com/rodicablues

Ouça e veja Rodica Blues aqui:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉTODO PARA GAITA DIATÔNICA - LEANDRO FERRARI - GAITA FOLK, POP & ROCK - VOLUME 1

R$ 49,00 PIX CNPJ:  21.081.155.0001/70 Método digitalizado + audio Contato Whatsapp: Leandro Ferrari +55 73 998707338 +44 7376934825 1a Edição  ( EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA CHEESEBREAD STUDIOS) Título: MÉTODO PARA HARMÔNICA DIATÔNICA - LEANDRO FERRARI - GAITA FOLK, POP & ROCK - VOLUME 1 Autor: Leandro Ferrari Original de Belo Horizonte/MG/Brasil Revisão: Fernanda Shairon Ilustração: Marcelo Braga (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Diagramação: Yuri Martuccelli (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Direção Geral: José Renato Caldeira de Souza (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Foto: Karlis Smits Design Logo: Marcão Freak Formato:  DIGITALIZADO Num. págs. 126 páginas Fotos: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150938373933331.436116.827753330&type=1&l=5b63f7b595 Conteúdo:  O método é dividido em 100 aulas práticas e teóricas e acompanha
Spotify:  https://open.spotify.com/artist/5iTI2v1yC3rToB3xWHYw7a?si=y4MZPMZvTHetHrXhtIX1-g

Gaita e Efeitos

A utilização de pedais, filtros e truques de estúdio na gaita vêm de muito tempo. Tudo começou com Little Walter; preocupado em não perder espaço para as guitarras que haviam sido eletrificadas após a segunda guerra mundial ele adotou um procedimento simples, ligou um pequeno microfone em um amplificador e mudou de vez a história da gaita. Além de usar este método para obter mais volume ele também explorou novos timbres e efeitos até então inéditos. Segundo o pesquisador Madison Deniro ele foi o primeiro músico a utilizar, propositadamente, uma distorção eletrônica. Você pode notar então que a história da guitarra elétrica se cruza com a história da gaita elétrica. Mas por alguns motivos, dentre eles o conservadorismo dos músicos e do público de blues (diga-se de passagem, que tem todo meu respeito e meu entendimento, pois é necessário exaltar e manter as raízes e a história, também) a gaita não acompanhou o desenvolvimento da guitarra. Nomes como Jimi Hendrix, Jeff Back, Jr. Tostoi