Pular para o conteúdo principal

Floyd Council


Natural de Chapel Hill, Carolina do Norte, Floyd ‘Dipper Boy’ Council nasceu no dia 2 de setembro de 1911. Passou a década de vinte cantando nas ruas com os irmãos Leo e Thomas Strowd, este ultimo sendo sua primeira grande influencia musical. Somente aos 35 anos, em 1935, foi que Floyd acabou sendo descoberto por John Baxter Long da ACR Records, ainda cantando nas ruas de Chapel Hill. Levado para Nova York, Floyd gravou segundo violão nos discos de Blind Boy Fuller. Council gravou algumas faixas de material próprio e em dezembro de 1937, gravou faixas com Sonny Terry.
Durante as décadas de quarenta e cinqüenta Council voltou a tocar com Thomas Strowd em Chapel Hill. Lembrado por muitos como um exímio violonista, pouco se conhece realmente do seu acervo musical. Em 1969, Floyd em uma entrevista disse que havia gravado ao todo vinte e sete títulos. Todavia, até o momento, foram identificados apenas dezoito. Seis de trabalhos solos, sete tocando para Blind Boy Fuller, duas com Sonny Terry e outras três que ele gravou em agosto de 1970, antes de se aposentar definitivamente graças a problemas de saúde que afetaram seu controle motor, deixando os músculos de sua garganta paralisados.
Floyd Council se mudou para a cidade de Sanford na Carolina do Norte onde morreu em junho de 1976.
Ouça e veja Floyd Council aqui:
http://www.youtube.com/watch?v=x9SivL7ebg4

Discografia:
Floyd ‘Dipper Boy’ Council
Nunca houve por parte das gravadoras nenhuma tentativa, nem em vinil ou CD, de se reunir as gravações de Floyd Council em um só trabalho.
É mais fácil encontrar suas gravações com Blind Boy Fuller.
Blind Boy Fuller Complete Recorded Works, Vol. 1 (1935-1936)
Blind Boy Fuller Complete Recorded Works, Vol. 2 (1936-1937)
Blind Boy Fuller Complete Recorded Works, Vol. 4 (1937-1938)
Blind Boy Fuller Get Your Yas Yas Out: The Essential Recordings of Blind Boy Fuller
Contudo existe uma coletânea de vários artistas chamada: Carolina Blues (1937-1947) Incluída neste CD estão nada menos do que seis musicas creditadas ao Floyd. São elas:
Runaway Man Blues - 2:53
I'm Grievin' and I'm Worryin' - 2:46
I Don't Want No Hungry Woman - 2:46
Working Man Blues - 3:04
Poor and Ain't Got a Dime - 3:02
Lookin' for My Baby - 2:58
Fonte: Márcio Ribeiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉTODO PARA GAITA DIATÔNICA - LEANDRO FERRARI - GAITA FOLK, POP & ROCK - VOLUME 1

R$ 49,00 PIX CNPJ:  21.081.155.0001/70 Método digitalizado + audio Contato Whatsapp: Leandro Ferrari +55 73 998707338 +44 7376934825 1a Edição  ( EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA CHEESEBREAD STUDIOS) Título: MÉTODO PARA HARMÔNICA DIATÔNICA - LEANDRO FERRARI - GAITA FOLK, POP & ROCK - VOLUME 1 Autor: Leandro Ferrari Original de Belo Horizonte/MG/Brasil Revisão: Fernanda Shairon Ilustração: Marcelo Braga (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Diagramação: Yuri Martuccelli (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Direção Geral: José Renato Caldeira de Souza (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Foto: Karlis Smits Design Logo: Marcão Freak Formato:  DIGITALIZADO Num. págs. 126 páginas Fotos: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150938373933331.436116.827753330&type=1&l=5b63f7b595 Conteúdo:  O método é dividido em 100 aulas práticas e teóricas e acompanha
Spotify:  https://open.spotify.com/artist/5iTI2v1yC3rToB3xWHYw7a?si=y4MZPMZvTHetHrXhtIX1-g

Gaita e Efeitos

A utilização de pedais, filtros e truques de estúdio na gaita vêm de muito tempo. Tudo começou com Little Walter; preocupado em não perder espaço para as guitarras que haviam sido eletrificadas após a segunda guerra mundial ele adotou um procedimento simples, ligou um pequeno microfone em um amplificador e mudou de vez a história da gaita. Além de usar este método para obter mais volume ele também explorou novos timbres e efeitos até então inéditos. Segundo o pesquisador Madison Deniro ele foi o primeiro músico a utilizar, propositadamente, uma distorção eletrônica. Você pode notar então que a história da guitarra elétrica se cruza com a história da gaita elétrica. Mas por alguns motivos, dentre eles o conservadorismo dos músicos e do público de blues (diga-se de passagem, que tem todo meu respeito e meu entendimento, pois é necessário exaltar e manter as raízes e a história, também) a gaita não acompanhou o desenvolvimento da guitarra. Nomes como Jimi Hendrix, Jeff Back, Jr. Tostoi