Pular para o conteúdo principal

Jump Blues, Baby!


Rod Piazza grew up in Southern California, where he studied blues records and perfected his harmonica work. He originally started on guitar, an instrument he began playing at the age of six or seven.
In the mid 1960s, Piazza formed his first band The House of DBS, which later changed its name to the Dirty Blues Band. The band signed with ABC-Bluesway and released two albums in 1967 and 1968. The band broke up in 1968, and Piazza formed Bacon Fat that year. Piazza's idol and mentor, George "Harmonica" Smith joined the band and they had a "dual harp" sound. Bacon Fat released two albums the following two years. Piazza left and worked in other bands before going solo in 1974.
He formed the Chicago Flying Saucer Band the following year, which later evolved into the Mighty Flyers. The band recorded their first album in 1980. Piazza started touring and recording as Rod Piazza and the Mighty Flyers Blues Quartet after the departure of long-time bassist Bill Stuve in the early 2000s. Piazza has recorded twenty-four studio albums between 1967 and 2009, including the live concert DVD Big Blues Party in 2005 (recorded at the Sierra Nevada Brewing Company in Chico, California). In addition, he has appeared as a guest performer on over twenty-one releases since 1968. Piazza has toured blues clubs, concert venues and festivals in the US, Canada, United Kingdom, Germany, Japan, Brazil and Spain, among other countries. He and his wife currently live in Riverside, California.

Site: http://www.themightyflyers.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MÉTODO PARA GAITA DIATÔNICA - LEANDRO FERRARI - GAITA FOLK, POP & ROCK - VOLUME 1

R$ 49,00 PIX CNPJ:  21.081.155.0001/70 Método digitalizado + audio Contato Whatsapp: Leandro Ferrari +55 73 998707338 +44 7376934825 1a Edição  ( EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA CHEESEBREAD STUDIOS) Título: MÉTODO PARA HARMÔNICA DIATÔNICA - LEANDRO FERRARI - GAITA FOLK, POP & ROCK - VOLUME 1 Autor: Leandro Ferrari Original de Belo Horizonte/MG/Brasil Revisão: Fernanda Shairon Ilustração: Marcelo Braga (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Diagramação: Yuri Martuccelli (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Direção Geral: José Renato Caldeira de Souza (EQUIPE MIDIDÁTICA CONSULTORIA LTDA & CHEESEBREAD STUDIOS) Foto: Karlis Smits Design Logo: Marcão Freak Formato:  DIGITALIZADO Num. págs. 126 páginas Fotos: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150938373933331.436116.827753330&type=1&l=5b63f7b595 Conteúdo:  O método é dividido em 100 aulas práticas e teóricas e acompanha
Spotify:  https://open.spotify.com/artist/5iTI2v1yC3rToB3xWHYw7a?si=y4MZPMZvTHetHrXhtIX1-g

Gaita e Efeitos

A utilização de pedais, filtros e truques de estúdio na gaita vêm de muito tempo. Tudo começou com Little Walter; preocupado em não perder espaço para as guitarras que haviam sido eletrificadas após a segunda guerra mundial ele adotou um procedimento simples, ligou um pequeno microfone em um amplificador e mudou de vez a história da gaita. Além de usar este método para obter mais volume ele também explorou novos timbres e efeitos até então inéditos. Segundo o pesquisador Madison Deniro ele foi o primeiro músico a utilizar, propositadamente, uma distorção eletrônica. Você pode notar então que a história da guitarra elétrica se cruza com a história da gaita elétrica. Mas por alguns motivos, dentre eles o conservadorismo dos músicos e do público de blues (diga-se de passagem, que tem todo meu respeito e meu entendimento, pois é necessário exaltar e manter as raízes e a história, também) a gaita não acompanhou o desenvolvimento da guitarra. Nomes como Jimi Hendrix, Jeff Back, Jr. Tostoi