quinta-feira, 31 de março de 2011

Som Imaginário: rock progressivo brasileiro


Banda de rock progressivo formada no início dos anos 70 no Rio de Janeiro basicamente por músicos mineiros, acompanhou Milton Nascimento em alguns shows. Com formações muito variantes, gravaram três LPs na década de 1970, todos relançados em CD. As músicas mais conhecidas foram "Feira Moderna" (Fernando Brant/ Beto Guedes), "Hey Man" (Zé Rodrix/ Tavito), "Cenouras" (Frederyko, o Fredera) e "Nova Estrela" (Wagner Tiso). O grupo acompanhou outros cantores, como Gal Costa, Sueli Costa e Carlinhos Vergueiro e participou em 1971 do filme "Nova Estrela". Sua formação era: Wagner Tiso, teclados; Luís Alves, baixo; Robertinho Silva, bateria; Tavito, violão; Frederyko (Fredera), guitarra; Zé Rodrix, teclados, voz e flauta; Laudir de Oliveira, percussão; Naná Vasconcelos, percussão; Nivaldo Ornelas, saxofone; Toninho Horta, guitarra; Noveli, baixo; Paulo Braga, bateria.
O Frederyko (Fredera), que também é pintor, escultor e jornalista, era o guitarrista solo desta banda, um dos maiores guitarristas brasileiros e que hoje reside na cidade de Alfenas no sul de Minas Gerais.

Wagner Tiso - piano e órgão
Tavito - violão
Luiz Alves - baixo
Robertinho Silva - bateria
Frederyko (Fredera) - guitarra
Zé Rodrix - órgão, percussão voz e flautas

Outros integrantes:

Laudir de Oliveira - percussão
Naná Vasconcelos - percussão
Nivaldo Ornelas - saxofone e flauta
Toninho Horta - guitarra
Novelli - baixo
Paulinho Braga - bateria
Jamil Joanes - baixo

Fonte: Carlos W. Machado (Laudares)

SOM IMAGINÁRIO - FEIRA MODERNA (ENSAIO 1970)
http://www.youtube.com/watch?v=2tL3PwxCsqI

Nenhum comentário: