segunda-feira, 23 de maio de 2011

A arrogância da minha juventude X O feeling e a experiência de Joe Filisko


Provavelmente este tenha sido o dia mais importante da minha formação como gaitista e principalmente como músico.

A arrogância da minha juventude X O feeling e a experiência de Joe Filisko

Esse dia eu realmente entendi o verdadeiro blues e toda paciência, humildade, feeling, domínio e respeito que se deve ter para poder toca-lo.
Me lembrei de ter visto algo parecido em 1996, quando Paul Orta esteve no Brasil e pude presenciar a arrogância de um mestre gaitista brasileiro diante de algo novo e também desconhecido. Podia ter entendido e aprendido ali, mas não aprendi. Tive que esperar a minha vez. O jovem mestre gaitista brasileiro aprendeu e muito bem. Espero seguir o mesmo caminho!!!
O engraçado é que uma grande referência para mim, o guitarrista Blarth Piassi (Tim), tentou me avisar sobre o caminho correto desde os meus 15 anos de idade. Também não ouvi ou não entendi.
Filisko também teve paciência e me mostrou o caminho. Grande mestre!!
Leia nas entrelinhas do vídeo!



Entendeu? ;)

Não preciso mudar totalmente minha forma de tocar, mas posso sempre aliar musicalidade a qualquer estilo e inovação!

4 comentários:

Leo disse...

na minha opinião, pelo vídeo, parece que vc, o filisko e a platéia estão se divertindo um tantão

não consigo ver nada de errado nisto ;-)

Leandro Ferrari disse...

É um pouco mais profundo! Uma dica: O solo de 1 nota que ele faz! É mais ou menos: "não preciso provar mais nada".... E não precisa mesmo!
No calor das emoções e juventude...eu pensava: eu preciso! Mas não preciso também...música é diversão e sempre será!
Uma frase sempre será dita quando chega a experiência:"Little Walter que estais no céu, perdoai as nossas fritadas". Realmente se descobre com o tempo que não é preciso de 1.000 palavras para se dizer 1 verdade.
Logicamente essas reflexões e ações foram feitas da forma mais cordial, respeitosa e intima possível. Tive a oportunidade de conversar sobre o assunto com ele depois....
Você se lembra que em 2004 o Mark Ford não quis solar depois do Paulo Moura no Encontro Internacional de Gaitistas? Sutilezas, lições e respeito que a música nos ensina.
Não quer dizer nada, mas para poucos quer dizer muita coisa! ;-)

Anônimo disse...

Eu entendi Ferrari! Como vc disse, está nas entrelinhas. Boa aula de música!!!!!!!!! Um grande abraço.
Lorena

Leandro Ferrari disse...

... É que de errado não tem nada mesmo, estamos nos divertindo sim.........É que lá no dia teve uns alunos que disseram: "Nossa você detonou o cara"....Ops!! O buraco é mais embaixo...
São só entrelinhas.
Nós dois rimos delas (entrelinhas) depois.
Abs Lorena e kenji!