sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Fórum Harmônicas Brasil 2012



Uma programação para todas as idades. De 23 a 25 de novembro, o anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura se transforma no cenário do Fórum Harmônicas Brasil 2012. A gaita, instrumento de raízes milenares, originário da China, ganha vida em vários estilos musicais: blues, rock, country, MPB, samba, tango, reggae, gospel, erudito, bossa nova, chorinho, xote e baião.
As apresentações terão à frente cinco gaitistas referenciados pelo grande público: de São Paulo, Vasco Faé; de Fortaleza, Rodrigo Bezerra; de Santa Catarina, Carlos May; de Brasília, Paulo Fagundes; e de Curitiba, a Troupe da Gaita. Todas as apresentações são gratuitas.

Realizado desde 2005, o Fórum Harmônicas é o único evento com esse formato no Brasil e integra o calendário oficial do Estado do Ceará. A realização é da 4Blues e Instituto Nordeste 21, com apoio do Governo do Ceará, Assembleia Legislativa do Ceará, Câmara Municipal de Fortaleza, InvestNE, Diogo Farias Microfones Artesanais, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e Digital Design.

O projeto Fórum Harmônicas nasceu com o objetivo de ser referência nacional no estudo e aprimoramento da harmônica (gaita), congregando músicos que se dedicam a outros instrumentos e aos amantes da música em geral.

Além dos shows, o Fórum Harmônicas realizará workshop sobre gaita em blues na escola Musimania, Avenida Viena Weyne, 1082 – Lago Jacarey, no sábado (24.11), de 9h ao meio dia. A participação é aberta ao público, mediante a doação de um livro em bom estado, de qualquer gênero, para repasse a biblioteca comunitária em Canoa Quebrada (Aracati).


Programação

Sexta-feira – Dia 23 de novembro
Vasco Faé e Rodrigo Bezerra
Horário: 21 horas

Sábado – Dia 24 de novembro
Carlos May e Pablo Fagundes
Horário: 21 horas

Domingo – Dia 25 de novembro
Troupe da Gaita
Horário: 20 horas

WORKSHOP
Sábado – Dia 24 de novembro
Com Diogo Farias, Carlos May e Vasco Faé
Escola Musimania
Rua Viena Weyne, 1082 – Lago Jacarey



Perfil das atrações

Vasco Faé - Uma das maiores referências de voz e gaita no cenário de Blues brasileiro, com mais de 200 mil acessos no youtube entre os trabalhos que participa, Vasco Faé faz de sua antológica versão de “Trem das 11” misturada com “Hoochie Coochie Man” um dos pontos altos de suas apresentações junto a versões “emblueseificadas” que faz de clássicos, além de composições próprias. Já dividiu palco com Caetano Veloso, Herbert Vianna, Tony Belotto, Bocatto, Simone, Nando Reis, Samuel Rosa, Dinho Nascimento, Pitty, entre outros.

Rodrigo BZ - Atuante na cena musical de Fortaleza, tendo trabalhado com artistas como Teti, Rodger Rogério, Édson Távora, Ana Canário, Ana Cléria, Pedro Rogério, Eduardo Holanda, Aparecida Silvino, Lia Veras, Consiglia Latorre, Bob Mesquita, Tito Freitas, Ray Miranda, Alan Mendonça, Carlinhos Perdigão, Isaac Cândido, Heriberto Porto, Luciano Franco, Rogério Franco, Cainã Cavalcante, Marco Túlio e outros. Ministra aulas de bateria, percussão, violão, canto e realejo (gaita), além de oficinas como Gaita para iniciantes, na UFC na Semana de Música em 2010 e 2011; Gaita para Crianças no Fórum Harmônicas na Fundação Raimundo Fagner em 2010 e 2011, regendo as crianças no Dragão do Mar durante a programação do evento; Gaita para Crianças no Canoa Blues em 2010 e 2011; Gaita no Sesc para crianças, jovens, adultos e terceira idade em 2011 e 2012; Gaita para os servidores do Sefin em 2012. É idealizador do grupo instrumental Realejo Viramundo.

Carlos May - Aliando uma sonoridade pouco explorada no Brasil, o Jump-Blues ou West Coast Blues, a um resgate da cultura das Swing Bands das décadas de 30 e 40, o catarinense Carlos May conquistou uma linguagem musical peculiar. O diferencial surgiu por explorar o uso da gaita cromática, incorporando as características fundamentais e o swing dos músicos de Jump-Blues norte americanos. Os conhecimentos conquistados com as pesquisas o tornaram apto a assumir a responsabilidade de liderar uma banda solo: Carlos May & The Fast Jumpers. Sua linguagem vem principalmente da influência e estudos sobre obras de músicos como Rod Piazza, William Clarke, Kim Wilson, Gary Smith, além dos lendários Little Walter, Walter Horton, Sonny Boy Willianson e George "Harmonica" Smith.

Pablo Fagundes - Iniciou sua formação musical na infância, com a flauta doce. Na adolescência, descobriu a gaita diatônica. Formado em gaita cromática pela Escola de Música de Brasília, acumula 20 anos de experiência e trabalha pela consolidação do instrumento no cenário da música brasileira. Antes, no desenvolvimento de seu projeto de graduação em Engenharia Florestal, pela UnB, estabeleceu parceria com o Laboratório de Produtos Florestais do Ibama e pesquisou madeiras certificadas para a produção da primeira gaita diatônica com madeira brasileira não ameaçada de extinção. A parceria incluiu a Hering Harmônicas e a experiência ganhou reconhecimento não só no Brasil, mas na Europa. Aprimorou seus estudos com o mestre brasileiro da gaita cromática Maurício Einhorn.

Troupe da Gaita - Originou-se de oficinas de música promovidas pela Fundação Cultural de Curitiba em 1992 e 1993. Após participar dos Concertos nas Oficinas de Música, o grupo integrou os Projetos "Música nos Museus" e "Comboio Cultural", da Secretaria da Cultura do Paraná. Com as harmônicas, a Troupe interpreta de composições originalmente escritas para solo de violino a peças arranjadas para bandas de metais. A Troupe da Gaita atinge surpreendentes resultados na interpretação do seu repertório. Contando com a participação e orientação de Benevides Júnior, trabalha com arranjos musicais elaborados pelo mestre da harmônica Ronald da Gaita (1940-2008).

Mais informações: www.forumharmonicas.com.br


Fonte: Assessoria de imprensa do Fórum Harmônicas Brasil 2012

Nenhum comentário: